Foi em Montichiari, norte da Itália, que Nossa Senhora agraciou a humilde enfermeira Pierina Gilli com suas aparições sob o título de Maria Rosa Mística. As aparições aconteceram de 13 de julho de 1947 até o ano de 1976. A Senhora Rosa Mística fez um urgente apelo de ORAÇÃO, SACRIFÍCIO E PENITÊNCIA, revelando assim o significado das três rosas que carrega em seu peito. Revelou também a Medalha da Rosa Mística, o Terço das Lágrimas de Sangue, uma Fonte Milagrosa, a Trezena e a Hora da Graça Universal. Nas Aparições de Jacareí-SP- Brasil, por meio do Vidente Marcos Tadeu, Nossa Senhora Rainha e Mensageira da Paz renova seu URGENTE pedido de conversão, oração e penitência. Ela pede também aos seus filhos que rezem o Terço das Lágrimas de Sangue diariamente, façam a Trezena, usem a medalha da Rosa Mística, junto com as outras medalhas reveladas em Jacareí, e que obedeçam e divulguem ao Mundo seus apelos feitos em Montichiari.

2/03/2013

PROMESSAS DE NOSSA SENHORA A QUEM USAR A MEDALHA DA SENHORA ROSA MÍSTICA




 

SANTA VERIDIANA

JACAREÍ, 21 DE NOVEMBRO DE 2010

CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ/SP

FESTA DA APRESENTAÇÃO DE MARIA SANTÍSSIMA NO TEMPLO

MENSAGEM DE SANTA VERIDIANA

COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU

Apresentação de Maria Santíssima no Templo


MENSAGEM DE SANTA VERIDIANA

"-Amados irmãos Meus, Eu, VERIDIANA, serva do Senhor e da Virgem Santíssima estou felicíssima por vir poder dar a vós Minha primeira Mensagem no dia de hoje. Vivei sempre mais escondidos em Deus procurando fazer de vossa vida sempre mais uma verdadeira vida em Deus, uma verdadeira vida voltada para Ele, totalmente oferecida e dedicada para a maior glória do Senhor, exaltação de Seu Nome, conhecimento de Sua Lei de amor e para fazerdes cada vez mais Sua luz sobrenatural e divina de amor ser vista, conhecida, amada e seguida por todos os homens.
Vivei verdadeiramente escondidos em Deus dando a Deus o que é de Deus, ou seja: todo o vosso coração, todo o vosso ser, todo o vosso amor, todos os vossos afetos, toda a vossa vontade, toda a vossa liberdade e toda a vossa vida para que todo o vosso ser, para que toda a vossa alma, todas as vossas forças, pensamentos, palavras, obras e intenções sejam unicamente para amá-Lo, glorificá-Lo, torná-Lo amado e conhecido e fazer com que o Seu amor reine em todos os corações e em todas as almas e para que o Seu reino de amor se estabeleça em toda a Terra.
Vivei sempre mais uma verdadeira vida escondida em Deus fazendo todos os vossos atos unicamente para a glória Dele, empreendendo todos os esforços que puderdes para torná-Lo mais amado e conhecido e para que somente o Nome do Senhor seja mais exaltado, seja mais glorificado e bendito por todas as línguas, por todos os corações, por todas as almas e por todas as nações da Terra.
Vivei uma verdadeira vida escondida em Deus fazendo de cada dia da vossa existência um perfeito hino de amor e de louvor a Deus, realizando todas as vossas obras, todas as vossas ações, trabalhos, com a reta intenção de agradarem a Deus, fazendo todas as vossas ações do modo mais agradável e mais perfeito aos olhos de Deus, realizando tudo com amor e tudo por amor a Ele, realizando tudo tendo sempre presente de que Deus vê tudo, Deus olha tudo, Deus está observando tudo, para que desta forma todas as vossas ações sejam mais conformes ao Coração divino e adorável de Nosso Senhor, cada vez mais de acordo com a Sua vontade santíssima e cada vez mais isentas de toda a mancha de amor próprio, de desejo de vos glorificardes a vós mesmos e de serdes louvados e exaltados pelos homens, para que assim todas as vossas ações, incensadas pela reta intenção, pelo amor puro, subam até diante dos olhos do Senhor e agradem, dêem a Ele alegria, contentamento e divina satisfação.
Vivei sempre mais uma verdadeira vida escondida em Deus procurando realizar todas as vossas obras com aquela mesma santidade, com aquele mesmo amor, com aquela mesma perfeição e zelo como se fosse o último dia de vossa vida e como se não tivésseis o amanhã para voltardes aqui e fazerdes bem que não fizestes no passado, para que assim as vossas almas atinjam sempre o grau supremo de perfeição diante de Deus e assim vós possais granjear novos e numerosos méritos de vida eterna para vós no Céu. Desta forma, vivendo sempre no contínuo espírito de oração, de sacrifício, de penitência, de renúncia ao mundo e a vós mesmos, de abnegação, de mortificação interior e exterior, o vosso ser todo como uma rosa mística perfumada, se abra para o sol do amor de Deus e possa receber Dele o divino orvalho de Sua doçura, de Sua misericórdia, de Sua amizade e da união sobrenatural das vossas almas com Ele. Seguindo por essa estrada não errareis. Seguindo por essa estrada jamais vos perdereis.
Seguindo por essa estrada alcançareis a finalidade gloriosa para a qual fostes criados por Deus: a santidade, a perfeição de todas as virtudes, a beleza que é reflexo próprio da Santíssima Trindade, a beleza mística e espiritual de vossas almas e aquela felicidade eterna que Deus desde o princípio dos tempos preparou e prepara para aqueles que são os Seus verdadeiros amigos e que vivem uma verdadeira vida escondida Nele, para Ele e com Ele.
Eu, VERIDIANA, serva do Senhor, serva da Mãe de Deus trilhei este caminho, sei como caminhar com passo firme neste caminho sem tropeçar, sem cair, sem errar, sem se enganar. Posso, portanto, conduzir-vos seguramente a esta vitória, a esta santidade a qual fostes chamados aqui.
Dai-Me a vossa mão e Eu vos levarei! Dai-Me vossa mão e Eu vos guiarei!
Dai-Me vossa mão e vos farei chegar vitoriosos ao Céu!
Eu vos amo tanto! Olho com agrado cada oração que sai de vossos lábios, de vosso coração. Tomo-as, recebo-as todas e ofereço-as unidas às Minhas orações ao Pai e à Mãe de Deus. Portanto, segui rezando mais e mais, porque a oração é a obra das obras, é o maior ato diante de Deus e de Maria Santíssima. Nada, jamais superará, nem suplantará o valor que a oração tem diante de Deus e da Mãe Santíssima. Recolhei-vos mais em oração. Retirai-vos para que, na oração profunda, silenciosa, sincera, íntima e suave, as vossas almas possam receber de Deus a luz necessária para enxergardes os vossos defeitos e para verdes o que precisais corrigir em vós mesmos, para que assim possais ser espelhos mais límpidos onde a luz do Senhor pode se refletir para as almas que estão nas trevas verem a luz e chegarem à luz e para que vós possais ser nas Mãos de Deus instrumentos mais afinados, mais prontos, mais perfeitos nas Mãos do Divino artífice de todo o bem, de toda a graça e de toda a salvação!
Eu vos cubro agora com o Meu Manto protetor e vos acompanharei sempre nos momentos difíceis. Chamai-Me nas vossas tribulações e Eu virei confortar-vos sem demora.
A todos, neste momento, com a SENHORA ROSA MÍSTICA, a SENHORA DA PAZ e do ROSÁRIO, abençôo e também abençôo as vossas medalhas da Senhora Rosa Mística generosamente.”
Obs.: Hoje o Vidente Marcos Tadeu, apresentou a Medalha de Nossa Senhora Rosa Mística disponível no santuário para quem quiser adquirir e divulgar para salvação das almas. Santa Pierina Gilli fez o pedido ao Marcos em 13 de Julho de 2006, que fizesse esta medalha.

(Marcos): “-Nossa Senhora e Santa Veridiana abençoaram a Medalha da Rosa Mística, traçando sobre todas elas um belo sinal de cruz luminoso. Nossa disse disse-me que em breve dará uma oração para rezarmos segurando a Medalha da Rosa Mística e Nossa Senhora disse:
“-Todas as promessas que Eu fiz à Minha filha Pierina Gilli, de proteger os Meus Filhos e de garantir a eles na Minha presença real, viva aonde quer que estiverem portando a Minha Medalha continua de pé, Eu a reitero e prometo também que SÃO RAFAEL ARCANJO também estará do lado de todos aqueles que portarem consigo a Medalha da Minha Aparição em Monchichiari.”
São Rafael é o Arcanjo escolhindo, destinado por Nossa Senhora a acompanhar todos aqueles que portarem a medalha da Rosa Mística, assim como Santa Pierina Gilli que foi quem recebeu a revelação e o pedido de cunhar essa Medalha milagrosa, também estará ao lado de todos aqueles que a usarem com fé e amor.


Santa Veridiana
No primeiro dia de fevereiro de 1242, de repente, todos os sinos do Castelfiorentino em Florença, Itália, começaram a repicar simultaneamente. Quando os moradores constataram que tocavam sozinhos, sem que ninguém os manuseassem, tudo ficou claro, porque eles anunciavam a morte de Veridiana.

Nasceu em 1182, ali mesmo nos arredores da cidade que amou e onde viveu quase toda sua existência, só que enclausurada numa minúscula cela, de livre e espontânea vontade. Pertencente a uma família nobre e rica, os Attavanti, Veridiana levou uma vida santa, que ficou conhecida muito além das fronteiras de sua terra; e que lhe valeu inclusive a visita em pessoa, de seu contemporâneo Francisco de Assis, que a abençoou e admitiu na Ordem Terceira, em 1221.

A fortuna da família, embora em certa decadência, Veridiana sempre utilizou em favor dos pobres. Um dos prodígios atribuídos à ela, mostra bem o tamanho de sua caridade. Consta que certa vez um dos seus tios, muito rico, deixou à seus cuidados grande parte de seus bens, que eram as colheitas de suas terras.

A cidade atravessava uma época terrível de carestia e fome, seu tio nem pensou em auxiliar os necessitados, era um mercador e como tal aproveitando-se da miséria reinante. Durante algum tempo procurou vender grande parte desses víveres, o que conseguiu por um preço elevado, obtendo grande lucro. Mas, ao levar o comprador para retirar o material vendido, levou um susto, suas despensas estavam completamente vazias. Veridiana tinha distribuído tudo aos pobres

O tio comerciante ficou furioso, pediu um prazo de 24 horas ao comprador e ordenou a Veridiana que solucionasse o problema, já que fora a causadora dele. No dia seguinte, na hora marcada, as despensas estavam novamente cheias, e o negócio pode se concretizar.

Veridiana após uma peregrinação ao túmulo de Tiago em Compostela, Espanha, diga-se um centro de peregrinação tão requisitado quanto Roma o é pelos túmulos de São Pedro e São Paulo, ao retornar se decidiu pela vida religiosa e reclusa. Para que não se afastasse da cidade, seus amigos e parentes construíram então uma pequena e desconfortável cela, próxima ao Oratório de Santo Antônio, onde ela viveu 34 anos de penitência e solidão. A cela possuía uma única e mínima janela, por onde ela assistia à missa e recebia suas raras visitas e refeições, também minúsculas, suficientes apenas para que não morresse de fome.

O culto de Santa Veridiana foi aprovado pelo papa Clemente VII no ano de 1533. Ela também se tornou protetora do presídio feminino de Florença e, sua devoção ainda é muito popular na região da Toscana, na Itália.

PARTICIPEM DOS CENÁCULOS DE ORAÇÕES E DO MOMENTO SUBLIME DA APARIÇÃO, INFORMAÇÕES PELO

TEL DO SANTUÁRIO : (0XX12) 9701-2427